segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Atrações do Grito Rock Taguatinga: Evening (GO)

Um trio de rock vindo de Anápolis (GO)? É isso mesmo. Com influências de Melvins e Nirvana, o grupo quebra um pouco a onda do tradicional garage rock goiano e traz um som mais visceral e punk. Confira a idéia que trocamos com o vocalista e guitarrista Leo Carneiro:

Falem um pouquinho sobre o surgimento da banda e suas principais influências.

Formada em 2007, com propostas iniciais de que partiriam desde um bom e velho rock experimental/ instrumental ao mais excitante e individual grunge, com suas referências vocálicas, a banda Evening, surgira com toda sua força e disposição para apresentarem em diversos contextos e ambientes com personalidade, agressividade e subjetividade. Leo, Paulo e Ruben já possuiam até então um notável entrosamento musical vindo de experiências anteriores, o que não representou grande dificuldade na definição da forte identidade da banda.
Natural de Anápolis - GO, a banda Evening nasceu em uma realidade um tanto indiferente com relação à novas propostas musicais, mas logo foram aceitos pela cena punk/metal da cidade, que na época era evidente. Com letras empolgantes e voltadas para o cotidiano, para a realidade vivenciada por seus integrantes e por grande parte da juventude da atualidade, Evening sobe aos palcos com a expectativa de apresentarem sua arte de uma maneira sincera e reta, de modo a conquistar seu público expondo um princípio básico da vida: Sad but true. True that you can do it!


O som da Evening é diferente das outras bandas do Goiás que remetem ao stoner e ao garage rock. Como o Evening se posiciona no cenário local? As diferenças de som dificultam a inserção da banda?

A busca incessante por uma melhor expressão subjetiva, por uma característica singular na banda é uma chama que não se apaga. Isso em uma cidade do interior, aonde o publico é pré-formalizado, e reflexo do que ocorre nas grandes capitais é um tiro no escuro, aonde se corre sérios riscos de não aceitação do público. Porém, em Goiás as coisas aconteceram um pouco diferente, posto que a carência é muito grande e as pessoas se encontram, de certa forma, abertas às novidades. O número de pessoas que nos apoia no estado nos é gratificante, e ainda temos muito o que trabalhar para que ele aumente.

Do que tratam as letras do Evening?

As letras da Evening são voltadas ao prazer, seja o prazer proporcionado pela insanidade ou pelo doce e suave romantismo. São questões distintas e subjetivas que buscamos abordar, questões implicadas acima de tudo pelas ocasiões que jovens da atualidade estão a passar. Isso envolve reações diversas, muitas vezes desesperadas e inconsequêntes e é no pico, no auge da inconstância (emocional) aonde a Evening se encontra.

O Evening já tocou em Taguatinga e ao Gama. Quais as impressões vocês ganharam do Distrito Federal?

Ótima receptividade, pessoas dispostas a conhecer o que tinhamos a mostrar, e animadas para tocarem o terror. Foram lindas todas as nossas estadas no DF, e esperamos que o Grito Rock Taguatinga seja naquela classe “deefiana” de sempre!

O que as pessoas podem esperar do show do Evening no Grito Rock Taguatinga?

Sabemos o que podemos esperar do publico de Taguatinga: sapatada.



Recentemente vocês terminaram um Ep no estúdio Rocklab, com o Gustavo Mestre. Falem sobre a experiência de gravação e o que esse disco trouxe para banda.

Experiência sem duvida nos foi muito acrescentada. Ter um confronto de visão musical e deparar com toda aquela bagagem de conhecimento que o mestre tem enriqueceu muito nosso trabalho. Desempenho como músicos para nós três foi muito melhorado, e, não podemos deixar de mencionar uma maturidade que nos envolveu de uma maneira explendida, uma vontade de melhorar, de fazer músicas de qualidade e de sempre incrementar o que fazemos. E claro , vontade de voltar ao Vazquez pra gravar mais 10 discos e ter overdoses daquele café dos infernos.

Para ouvir: www.myspace.com/eveningbr
Baixe o Ep "Poisoned Mind" (2011) AQUI.

Um comentário: