segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Atrações do Grito Rock Taguatinga: Brown-Há (DF)

Brown-Há se apresentando no Festival Finca (UnB)

A banda brasiliense Brown-Há define seu som como um "rock n' roll energético e empolgante". Quem conferir o primeiro EP da banda sabe que estão falando a verdade.

Numa sonoridade que remete ao rock clássico e grupos atuais de brit rock como Jet, o grupo de está na ativa desde 2005 e desde então já tocou em festival nacionais de música independente como o Calango (MT), Bananada (GO), Quebramar (AP), Fogo no Cerrado (MS) e Megafônica (PA).

Confira a entrevista que tivemos com a banda.


Como surgiu a banda? Quais as principais influências?
A banda surgiu em meados de 2005 quando eu (Fernando), João Paulo e João Henrique resolvemos nos aventurar no mundo do rock, tocar músicas que a gente curtia e de repente estávamos compondo. Com alguns shows e a galera curtindo as músicas, novas vieram e estamos ai firme e fortes até hoje. Infuências vão desde o rock que marcou época na década de 70 até o rock independente atual nacional, enfim, rock de qualidade!

O Brown-há é a banda que encabeça o coletivo Esquina, ponto Fora do Eixo em Brasília. Para quem não conhece, expliquem como funciona o circuito e como vocês atuam neste coletivo local.

Fazendo uma pequena correção, o Brown-Há não encabeça o coletivo esquina (www.coletivoesquina.com), não temos mais bandas dentro do coletivo, não é um coletivo de bandas como de início, agora temos bandas parceiras do coletivo como é o caso do Brown-Há e outras do DF. Somos um grupo de pessoas que faz um trabalho de fomento da cena musical atualmente no DF e num futuro gostaríamos de agregar outras vertentes artísticas nos eventos do coletivo. O circuito fora do eixo (www.foradoeixo.org.br) é uma rede socio-cultural independente nacional onde vários grupos chamados coletivos fazem trabalhos pela cultura local pensando e agindo sempre coletivamente e estão todos ligados via internet fazendo também trabalhos nacionais. Por ser uma rede que iniciou seus trabalhos com a música, é o ramo mais forte atualmente, porém os coletivos já vem trabalhando com artes visuais, cênicas, entre outras, para agregar cada vez todo e qualquer tipo de arte nos eventos.


Como está sendo a experiência de gravar com o Bill no estúdio Macaco Malvado? O que mudará nesse próximo trabalho?

Já terminamos a gravação do novo single do Brown-HA com Gustavo Bill no estúdio dele, Macaco Malvado e foi ótimo. Nos sentimos muito livres para fazer as coisas como a gente queria mesmo e o resultado está como esperávamos, bem rock mesmo como as músicas soam nos shows. Em breve o público poderá conhecer o single que deve ser lançado este mês ainda. Nada mudará, ainda somos uma banda de rock que gosta de fazer rock! Uma leve diferença está visível no amadurecimento da banda em termos de composição.

Após o disco, quais as próximas metas da banda?

Depois de gravar, é tocar muito! Estamos preparando uma boa circulação pelo DF e nacional também, voltando para locais onde já tocamos para divulgação de um show novo com músicas novas e chegar a locais onde ainda não passamos para divulgar cada vez mais o trabalho da banda. Quem sabe um videoclipe para o meio do ano também.

O que o público pode esperar do show do Brown-Há no Grito Rock Taguatinga?

O público pode esperar muito rock da nossa parte e diversão da parte deles. O show sempre é muito animado e divertido tanto para o público quanto pra gente. Diversão e rock'n roll é tudo!


Para ouvir: www.myspace.com/brownha
Baixe o primeiro EP da banda AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário